© 2019 - Instituto Âmago

Análise Freudiana do Sonho

Acadêmica: Pablo Costa Lima


Início de conversa,

Antes de começarmos a interpretação do sonho, expliquei para pessoa que a interpretação era segundo Freud e que para ele os sonhos são realizações de desejos que consciente e inconscientemente a pessoa não pode realizar, ou seja reações que foram recalcadas, pelo senso crítico, de acordo com padrões culturais e com as regras internalizadas pela educação recebida. Falei também que quando dormimos o inconsciente realiza esse desejo, porém ele usa vários disfarces para passar pelo senso crítico, pois senão também seria recalcado. Logo que acordamos o senso crítico consciente que estava em uma espécie de relaxamento volta a ativa e por isso esquecemos dos sonhos. Dei um exemplo adaptando segundo a realidade da pessoa. então ela já foi compreendendo o funcionamento e falou: "faz sentido tudo isso".

O sonho: Observação: Trata-se de um sonho recorrente, que foi sonhado por vários anos enquanto a pessoa estava casada, depois que se separou, não sonhou mais esse sonho.

Eu sempre sonhava com meu esposo, ele estava todo social de blusa branca e eu queria ir abraça-lo e ele também queria me abraçar, mas nunca conseguíamos, sempre dava errado e tinha muita água.

Símbolos do sonho:

Água: A pessoa lavava roupa no rio e depois que colocava a roupa para secar, ficava nadando enquanto esperava a roupa secar, toda sua adolescência esteve muito presente na água.

Blusa branca: Depois que sua mãe morreu, seu pai andava sempre social bem arrumado e saia para festas e outros lugares, com blusa branca ou azul.

Contesto em que sonhava: Sempre que brigava com o esposo, vinha esse sonho, o esposo não era uma pessoa que abraçava.

Outras informações relevantes: A pessoa saiu de casa ainda muito nova, brigou com o pai e foi morar com a irmã e nunca mais voltou para casa do pai para morar.

Interpretação: Como tinha água identificamos o tempo do sonho, era a sua adolescência e na verdade não era o esposo, era o pai. Ela queria dar um abraço no pai e não no esposo. No fundo o que a pessoa queria era reconciliar com o pai. A pessoa, ficou muito empolgada e disse que sempre quis entender esse sonho e que agora compreendeu tudo, "tudo se encaixou direitinho".

Referência Bibliográfica:

  • Apostila: Interpretação dos sonhos – abordagem Freudiana.

44 visualizações